O que precisa de saber para investir no mercado imobiliário

Investir no mercado imobiliário é uma das formas de investimento mais lucrativas e seguras, sobretudo a longo-prazo.

As taxas de juro, os preços apelativos das chamadas “casas do banco” e a fácil negociação durante os processos de compra, fizeram com que muitas pessoas percebessem o potencial de investir em bens imobiliários, sobretudo durante um período de crise económica.

Ser um mercado lucrativo não pode, no entanto, ser o único critério que deve ter em conta para investir no mercado imobiliário. Existem vários aspetos que precisa de ter em conta para adquirir os melhores bens e aqueles que têm maior potencial de o fazer lucrar dinheiro a médio ou longo prazo.

1. Não siga o seu coração: siga a sua carteira


Ao adquirir um bem imobiliário que pretende acima de tudo rentabilizar, não deve escolhê-lo tendo em conta os seus critérios pessoais.
Escolha bens que:
      tenham uma boa localização;
      tenham uma boa superfície útil/rentável;
      não tenha muitas despesas a nível de condomínios, manutenção, funcionalidades, etc;

Estude com clareza e precisão o bem imobiliário em questão, estimando o custo que terá com ele e a rentabilização e lucro total que lhe poderá dar.

Pode sempre pedir um crédito mais rápido

2. Perceba desde logo qual é o objetivo desse investimento


Ainda durante o seu processo de reflexão, deve estudar o seu investimento tendo em conta  o que pretende fazer com esse bem:
      quer comprar e renovar para vender?
      Quer rentabilizá-lo com um aluguer e renda passiva?
      Quer arrendar o bem para férias ou turismo temporário?
      É um investimento a longo prazo passivo, como um terreno, que acredita que poderá falar mais dinheiro no futuro com a expansão da cidade?

Cada objetivo segue critérios de compra diferentes: tenha a sua estratégia de investimento clara desde o primeiro momento!

3. Não se precipite na sua compra e investimento


Os agentes imobiliários ou vendedores de bens imobiliários sabem como pôr a pressão: tentam ao máximo fechar a venda o mais rapidamente possível.

No entanto, não se deixe levar pela pressão: demore o tempo que precisar para estudar o investimento e perceber qual a melhor estratégia de investimento (imediata e de pós-aquisição: nenhum investimento financeiro no mercado imobiliário deve ser feito de forma precipitada! 

4. Perante preços baixos, tente perceber o que se passa


Com a crise económica, encontramos muitos bens no mercado imobiliário a preços baixos. Uma razão é, claro, a necessidade rápida de dinheiro e liquidez de possíveis dívidas do atual proprietário, mas pode não ser a única razão válida.

Perante um bem imobiliário de qualidade vendido a preço baixo, tente perceber se não existem:
      problemas na vizinhança;
      falta de segurança na zona do bem imobiliário em questão;
      problemas que podem envolver, a curto ou médio prazo, obras importantes;
      problemas de ruído;
      etc;


Conclusão


Para investir no mercado imobiliário, estude com atenção o bem no qual pretende investir. Estudar com atenção os bens disponíveis na Internet, ou até os bens disponíveis em sites como o Airbnb ou o HomeStay, permite que tenha uma ideia clara da rentabilização de bens imobiliários pelos quais possa estar interessado.

Aproveite a crise económica para aumentar o seu património e investir num dos mercados mais rentáveis e seguros!



Sem comentários:

Enviar um comentário

Duvidas? Pergunte-nos.